😱 Por que o Bitcoin está derretendo e o que é inverno cripto?

Se você investe em Bitcoin deve ter reparado que nos últimos 2 meses a criptomoeda vem perdendo muito o seu valor. Só do começo de 2020 até os dias de hoje o Bitcoin caiu mais de 10% e por isso algumas pessoas vem se perguntando POR QUE O BITCOIN ESTÁ DERRETENDO? Bem para entender isso hoje eu decidi explicar pra você o que é o Inverno Cripto e como ele impacta diretamente o mercado de bitcoin e das demais criptomoedas.

Apesar de parecer fácil, para entender a queda do Bitcoin, e chegar na conclusão se chegou a hora de comprar Bitcoin ou VENDER, vamos falar um pouco mais sobre as razões que estão fazendo o Bitcoin despencar. E o que eu tenho pra te dizer é que não existe uma única razão para a queda do Bitcoin. Na minha visão, a queda pode ser determinada por 3 fatores que em conjunto derrubam sua cotação. Os fatores são de caráter:

1 – Técnico, 2 – Computacional e 3 – Confiança

Parte II – Queda por razões técnicas

O protocolo do Bitcoin que foi apresentado em 2008 prevê que a recompensa por fornecer poder computacional a rede, resolvendo problemas matemáticos de alta complexidade, recebendo fragmentos de bitcoins em troca (mineração) cairia pela metade a cada vez que fossem criados 210 mil novos blocos.

Esse processo foi chamado pelo mercado de Halving, e ele foi criado para garantir a escassez da criptomoeda, fundamento que é um dos principais motivos da sua atratividade.

A primeira vez que isso aconteceu foi em 2013, e o halving reduziu a emissão de novos Bitcoins em 15% do total de BTC então em circulação, causando um grande impacto sobre a entrada de novas moedas no mercado.

E é nessa parte que nós entramos no chamado inverno cripto.

Apesar do Bitcoin ter sido criado em 2008, sua popularização em larga escala não é tão antiga assim, e por isso que o mercado ainda não o assimilou direito. O próprio Google só tem histórico de cotação do BTC desde 2015, quando ele valia pouco mais de milão:

E quando o Bitcoin encerrar o ciclo de alta, impulsionado pelo Halving, e quebrar esse padrão de: Halving – Alta – Depressão, podemos dizer que os preços vão andar “mais de lado” e teríamos chegado então no “inverno cripto”.

Então agora que entendemos a queda tecnológica, vamos passar para a computacional.

Parte IV – Queda por razões computacionais

Por ser uma rede descentralizada, o Bitcoin depende dos “nós” que integram a rede para processarem as transações feitas entre duas pontas. Cada computador cede poder computacional e assim é recompensado, com eu já disse anteriormente.

Bem, o tempo passou, o Bitcoin se valorizou, e esse processo passou a ser extremamente competitivo. Muitas pessoas dentro da rede, e muito poder computacional sendo demandado.

E alguns países se destacaram nessa corrida do ouro digital e tornaram os maiores na mineração, por conta da concentração de mineradores.
Os maiores eram Estados Unidos e China, obviamente, até chegar meados de Agosto / Setembro de 2021, e a China proibir a mineração:

Com isso, os mineradores que estavam instalados na China tiveram que ir pra algum lugar, e eles preferiram 2 preferidos. O primeiro foi o Texas nos EUA, e o segundo foi um país próximo, chamado de Cazaquistão

Se não bastasse esses dois fatores para derrubar o BTC, a gente ainda tem uma outra questão pra falar, que é a questão da confiança da criptomoeda em paralelo a economia global.

Saltamos agora para 2021, onde a gente começou a lidar de maneira paralela com os impactos dessa festa da moeda que aconteceu em 2020. E o impacto da emissão exagerada de moeda, se você é inscrito antigo do canal já sabe, é a chamada inflação.

Aqui no Brasil, nós já somos parentes da inflação. Ela faz parte da nossa vida. Mas para alguns países essa realidade não é tão comum. Um desses países é os EUA.

Com medo da inflação, no segundo semestre de 2021 o FED começou a comentar sobre a temporariedade da inflação. No começo ela era temporária, depois um pouco mais temporária do que o esperado, até que começou a demorar demais.

Para conter essa inflação os EUA começaram a subir os juros de maneira um pouco mais acelerada, até que no dia 5 tivemos a seguinte notícia:

Portanto agora a maior economia do mundo começará aumentar sua taxa de juros de maneira mais acelerada e com isso os títulos de renda fixa americana começarão a remunerar melhor, com riscos menores e maiores rendimentos.

E o que isso tem a ver com o Bitcoin?

Bem, o Bitcoin teve seu rally de alta estabelecido em momentos onde a taxa de juros dos EUA e do mundo todo estavam em baixa para estimular a economia. Portanto, compensava em questão de risco retorno.

Pra que investir em Bitcoin, com a alta dos juros e maior segurança do governo americano?

🧠 Aprenda a investir de verdade em 8 semanas – http://bit.ly/UVPestudo
📷 Me segue lá no instagram: @oraulsena
🌎 Nosso grupo fechado no Telegram: https://t.me/investidorsardinha

Tá querendo anunciar comigo? O email é esse:
[email protected]

Conteúdo do vídeo:

You May Also Like